domingo, abril 23, 2006

A queda de um mito








Jim Morrison está vivo:

http://rodeoswest.com/

Ele há com cada um...

sexta-feira, abril 21, 2006

E porque muitos vão de fim-de-semana prolongado

(a bom exemplo dos nossos deputados) e antes do fim do mês a situação financeira está negra ( não possibilitando a deslocção para onde quer que seja em «férias») aqui vai o vislumbre de um oásis:


http://framboise781.free.fr/Paris.htm

Epá, e que dejeto é este?

Epah, max kal e u voxu prublemah kom u Dinu? Ele morreu i eu adurava-u, tou xuper trixte. Ixu ker dixer k xou pitah, é?? Fogu! É mm mau ele ter murridu! AMU-T DINU, XERAX XEMPRE U REI DAX BABES!

Num comentário a um post de Belógue

E toma lá o 4º pecado!

Envio de mensagens escritas em cadeia. Por amor de Deus... Poupem-nos, por favor!

São de dois tipos:
  • as de piquete;
  • as de fortuna.

Mas será que alguém acredita na eficácia disto?

Anexo uns sms deste tipo, recebidas recentemente, para provar o papel insignificante e a total perda de tempo nesta actividade.

«Pexoal, Portugal exta d luto,pl morte do noxo Dino men.nxtas situaçoex pomox em cauxa a noxa existencia,Deus trnsfrmou-o n anjo p prtgr cda 1 d nos.fax c k xta msg circule.hoje foi o dino mnha somox nox.1 abraço.»

e

«Avixa kem konxeguirex k amanha portugal inteiru vai vextir uma pexa d ropa laranja em homenagem ao dino!Fax paxar a msg.»

[sic]

Entre outras coisas, pergunto-me se o emissor disto sabe, ao menos, o nome do rapaz e a que propósito se vestiria de laranja num dia de luto.

De como as coisas têm estado um pouco ao abandono neste e noutros blogs e tentamos actualizar OU a incompreensão de Ratzinger

Sim... Os novos pecados estipulados no Vaticano. É imperativo que escreva sobre isto. Lá está, quem nunca pecou que atire a primeira pedra.
Estou indignada! Está o senhor Papa a querer poupar-nos a tanta desgraça e atiram-lhe calhaus, vindos de todos os lados, só porque o senhor não se explicou bem... Arre! Gente intolerante! Para bom entendedor, meia palavra basta!

Vejamos, então, como seria o discurso completo (para os que ainda não perceberam):
  1. Passar demasiado tempo a ler jornais(tais como Correio da Manhã, 24 Horas, Crime, O Diabo....);
  2. Ver televisão (sintonizada na TVI);
  3. Navegar na internet (em sites brasileiros que não fazem mais do que copy+paste de outros -por sinal, também brasileiros - e em photoblogs dedicados a assuntos/temas que não interessam «nem ao menino Jesus»).

Nova Inquisição? Desculpem lá a censura mas há que separar o trigo do joio e deitar fogo ao último. Procurar sempre o melhor eliminando o medíocre e inútil. Sim, tem de haver uma escolha, um descobrimento pessoal. No entanto, a estupidificação de hoje não se prende com a dificuldade de acesso a produtos de qualidade mas com o excesso de paradigmas(às vezes nem isso) descartáveis que pretendem uma identificação instantânea por intuitos meramente comerciais.

Ratzinger, filho, eu compreendo-te. Vamos ler os clássicos, ver filmes de culto e procurar informação utilitária.

Não peque mais, minha boa gente!Faça lá a tal descoberta pessoal de uma vez por todas...

quarta-feira, abril 12, 2006

Engenhocas

terça-feira, abril 11, 2006

Ateu. Ser ou não ser, eis a questão

Eu não tenho sentimento de pertença a nenhuma religião nem acredito na existência de um deus (logo deus é com “d” minúsculo), no entanto, existe uma palavra no dicionário para me definir:

Ateu – Indivíduo sem crença religiosa e que não acredita em Deus. (Deus é com “d” maiúsculo pelo dicionário).

Meditando um pouco no assunto rapidamente cheguei à conclusão que eu não sou ateu coisa nenhuma, ninguém é ateu.

Parece que ser religioso é uma característica inata ao ser humano e que quem não obedece a esta condição está desfasado do padrão natural.

Raciocínio errado, isto é, quem é religioso, é-o por opção, por crença, ou mais naturalmente por este sentimento lhe ter sido incutido. Ser religioso não é uma característica inerente à condição humana.

Posto isto, não faz qualquer sentido a existência da palavra “ateu” uma vez que ninguém é ateu, os religiosos é que são religiosos.

Afinal o que é que existiu primeiro, o ser humano ou a religião?

Quanto a mim, e com o devido respeito que as crenças de cada um me merecem, continuarei a ser deus de mim próprio e o milagre de pensar e viver continuará a ser a minha religião.

segunda-feira, abril 03, 2006

Tipo, isto é tipo o título tipo, percebem?

Começo a ficar profundamente nauseado com os seres que usam e abusam do vocábulo "tipo" como conector de raciocínio.

ACORDEM!

QUANTOS DE VÓS SABEM QUE ESTÃO REALMENTE VIVOS?

terça-feira, março 28, 2006

Criminalidade

Porque o Benfica joga hoje em casa com o Barcelona vai ser mais seguro andar na rua durante a hora do jogo, ou não estivessem milhares de criminosos concentrados dentro do estádio da Luz, em cafés ou no conforto do seu lar.

Não é mentira ou gozo, o ano passado quando o Benfica caminhava para o título e arrastava multidões para os campos onde jogava, estudos confirmaram que a criminalidade decresceu consideravelmente durante esse período.

Explique lá isto Sr. Luís Filipe Vieira.

coisas idiotas que se fazem III

Beber álcool (sem ter o hábito disso) todos os dias de medicação a antibióticos (cumprindo este último).

coisas idiotas que se fazem II

Premir, continuamente, o botão do dispositivo que supostamente dará passagem aos peões.

coisas idiotas que se fazem

Piscas para mudar de direcção nas estradas desertas às 4 da manhã.

terça-feira, março 21, 2006

E o que é que não pode faltar num circo?

PALHAÇOS!